Só uma gozadinha..



Pois bem.
Não é o dia de encontro nenhum. Gosto disso tanto que desci as escadas do prédio pulando de três em três degraus, numa perna só.
Um cara que nunca vi veio subindo, parou e me chamou de 'saci gostosa' e eu fiz mímica: olha eu fumando cachimbo também.
Ele gostou tanto que me ofereceu a carapuça. Desdenhei, claro, gosto de antever mas detesto comprovar o que já sei.

Mais adiante uma garotinha de mãos dadas com o pai deu uma gargalhada, essa sim gostosa, e apontou pra mim dizendo: "Pai, olha como ela é engraçada".
O cidadão de terno não sorriu. Mas me estendeu um cartão de visita que peguei com a boca, lambi, fiz uma bolinha e devolvi pra garotinha: "Ensina ao papai como faz barquinho de papel".

O que alguém precisa pra entender que um não é um não e que nenhum talvez ocasionado por vontade alheia ao eixo potencial transcenderá isso? Mesmo sinuosamente envolvido numa embalagem fêmea tamanho G.
Natureza cogitou quantas punhetas batidas fecundaram papel higiênico em teu nome vão? E cuspiram tétano depois proveniente de metástase de porra ressentida com cheiro de água sanitária validade infinita?
Eles adoram o Sim e o Talvez do Não. O Não mesmo é raposamente enfiado no cu macho pra depois sair peidando "mas ela quer, eu sei o que ela quer, e é pica".
Peguei umas cem fotos de pica pra olhar e me lembrei das que vi ao vivo e a cores pra comparar e pensar nisso, por via das dúvidas. Sempre fui pragmática de um jeito que ninguém supõe.

O telefone toca e é meu ex na linha. Pede para chegar mais perto e chega.

Me pediu pra me "livrar" por ele de três namoradas.
- Querido, você ainda não desmamou? Que cara de pau desgraçada essa sua!
Fez cara de choro safado (é um safado mesmo).
- Não desmamei mesmo não! Não e não! Eu PRECISO que você faça isso por mim.
Haja safadeza, hein! Mas adoro ele e nossa safadeza, é o único que entende meu Não de pedra (ele me apelidou carinhosamente de Muro e eu a ele de Trava), aceita sorrindo e depois ainda rimos juntos encostando nossos braços e pernas "sem querer" sentados no sofá.
- Tá bom, eu faço isso POR VOCÊ. E de graça..só não me chama de mamãe que é foda demais pra minha cabeça.
- Querida, eu te amo, porraaa como EU TE AMO!

Mas que coisa..se eu soubesse que era tão importante isso antes teria investigado seus bolsos, cheirado suas cuecas ao chegar da rua, aberto sua agenda telefônica e detonado todas as mocréias com ácido muriático.

Ele me entrega o celular dele com a cara mais sorridente e lavada do mundo enquanto as chamadas e o sofá começam a vibrar..

43 comentários:

Paradoxo Sem Fim disse...

Já vejo gente chegando ao hospital pra tomar soro na veia...

Mas o pior será quando souberem que só o soro não bastará.

Texto perfeito!

Com doses sábias de verdade, deboche e coração...

E você Grazzi, sabe lidar com essa porção mágica como ninguém.

2008 promete... E como promete!

Beijos

MKT - on line disse...

Grazzi eh magica. De uma gozadinha, fez um TESAO.

d +

beijos,

GreenShadow disse...

Impagável, simplesmente impagável.

Pelo visto teremos uma Grazzi mais "venenosa" no ano que vem.[:P]

Vamos ver até onde a criatividade dessa mulher vai nos levar.

Beijão, Tia Grazzi.

Green Shadow disse...

Impagável, simplesmente impagável.

Pelo visto teremos uma Grazzi mais "venenosa" no ano que vem.

Vamos ver até onde a criatividade dessa mulher vai nos levar.

Beijão, Tia Grazzi.

João Guilherme disse...

Tem um pouco de autobiografia aí? Bjs Grazzi.

Amanda e Dirceu disse...

Acho que o mais dificil é aceitar o não... vivemos fugindo da dor, e um não é sempre sobrecarregado de sofrimento... E mesmo qdo o não ja esta mais que certo, entendido e subtendido, há sempre uma possivel vontade de repeteco!!!!

Bjocas pra ti, menina de azul!


Menina de rosa... hehehe

Paulo Castro disse...

Sacana, irônico, sacana, ácido, sacana.
Sacaninha sacana.
Putinha chique de adorares e detestares e ser cheia de vontades e fotos de pica (???!!!!!).
Coisa de Oscar Freire meia bomba, já caindo na boca do lixo Dona Benta hoje se vira como dona de Casa Vermelha.
Bem sacana.
Uma punhetinha de amor.
Um agradecimento da porra.
Se o cabra é forte e toma vitamina, não custa nada mesmo.
Spray espumoso no sofá, caralho.
Tipos: "só um favorzinho...me mostra uma tetinha?".
Wow.
Poucos textos nesse mundo merecem meu fecundo wow.
beijos.
°

Deyvson disse...

Eu me lembrei de qd eu era adolescente e queria tirar uma antes de dormir. Como eu tinha preguiça de me levantar e ir até o banheiro eu pegava papel higiênico, gozava dentro e jogava o papel com porra pela janela, até o dia q minha mãe pergunto pq aquela lixaiada lá. Deixava minha mão com cheiro de água sanitária.

Mas o melhor é sempre ter uma ex pra eliminar o excesso de porra.

SAMANTHA ABREU disse...

Á-HÁ!!!
muito bom!
gozadinha master.
Pulinhos de três em três degraus.. leve as fotos nas mãos e sai mostrando, Grazzi.
há!
depois, pra acabar com a festa das 'outras', atenda o celular gemendo.
é tiro e queda!
ahahahahaa

Beijo beijo!

Andreia Muza disse...

Perfeito.
falar o que de uma gozadinha dessa...rs
Beijos Grazzi.

Anônimo disse...

§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§
§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§

o meu voto acompanha o do Relator.

aquele que tem uma foto dizendo "ólha como sôu mto gostosaum... sôu mto fodaum....

só nãum como o meu próprio cú pq meu pau é pequeno, mas naum digo a ninguém". =/

akele abraço.

Anônimo disse...

§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§
§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§
Feliz ano novo pros 2

Grazzi em ContRo disse...

Devyson:
Não foi excesso de porra não, criatura, se liga, \o/ :P

...
anonimo:
A autora do texto, que sou eu, cujo texto "teoricamente" seria o objeto dos comentários, não tem pau, so pra esclarecer melhor.¬¬

aquele abraço por trás..

Zisco disse...

Porra, Tia Grazzi , hj vc foi muito além das expectativas.
Me diga como vou fazer para deixar de adorar cada texto teu?
Dependência que aumenta a cada dia, e a crise de abstinência é cada vez mais frequente, e violenta.

Geez disse...

Pra digerir o não, barquinhos de papel. :D

belo texto.

;**

SoL disse...

Ei moça! E isto é só o início de um ano de muitas, não?! ;))
Muito demais!!!
Beijos Grazzi!

Roeério Camargo disse...

Realmente faltou uma perna nesta saci: a do chute... rsrsrsrsrs

belo texto, cumádi. miorando sempre e mais.

Henrique disse...

Cada um se perfaz em outro. Mas, muitas vezes, são outros, no plural, ou melhor dizendo, outras.

Mas para tudo e todos existem um suporte. Existe a sobrevivência do cara desconecido e de terno ao 'ex' necessitado. São espécies que sobrevivem graças aos amplos e verdejantes campos estampados em sofás e mantidos pelas "mamães"... e, também, pelos "papais", por que não?

Enfim, e é assim que se mantem o ciclo de um mundo que eu acho cada vez mais gozado, no entanto, inteligível.

Parabéns, Grazzi. Gostei do texto.

Henrystuffs disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Henrique disse...

Obs.: Odeio segundas-feiras que começam em uma quarta.

Anônimo disse...

Ácido muriático na veia!
Capacidade de encostar as coxas num pedaço de brasa e ainda gozar.

Bravo Grazzi!

Rachel Moraes

Sueli Fajardo disse...

Ah...!!!!!!!!!!!Quanto prazer em ler-te, Grazzi. Muito humor, muito deboche, muita verdade. Parabéns!!!!!!!!!!!!!!!!!

Paradoxo Sem Fim disse...

Escrita em linhas virtuais
sentimentos mais do que reais.

E a tempestade que se forma
o vento sabiamente sopra
pra bem longe, bem longe.

Um beijo doce Grazzi...

Em um silêncio rendido!

Marcelo Ferrari disse...

pra escrever de safadeza tem quer ter muita safadeza... né, safada

Edu disse...

Adorei muito bom mesmo! gostaria de conv com vc para trocar ideias adiciona-me neste msn:
apocles@hotmail.com e novamente parabens pelo conto!

Pablo Duran disse...

...a mulher é um Teorema de Pitágoras!

odir disse...

Barquinhos de papel...
Mas, que gosto terão?
Acaso não seria o mesmo
Gosto do Talvez do Não?

Parabéns, Grazzi. Vc tá a cada dia melhor, mesmo.
Desejo que neste 2008 vc não tenha "gozadinhas", mas muitas "gozadonas", que não é menos do q vc merece... e, se não puder, que tenha, ao menos, um gozo. gozo normal, desses q vc acorda no outro dia de manhã lembrando...

Bejão.

Cell Miranda disse...

... só uma sacaninha prum safadinho!
kkkkkkkkkkkkkkkkk

Bjsssssssssssssssss

Green Eyees disse...

Muito bom o texto...uma linguagem nova e um ritmo todo próprio de vc...Grazzi...

Todos já disseram da sua magia que cresce a cada dia...

Só posso esperar continuar a ser brindada com seus escritos, cada vez mais, em 2008...Felicidades!!!

Bromélia disse...

Ah ja escreveram tanta coisa ... mas queria dizer que ta bacanésimo

Anônimo disse...

Não ia comentar nada aqui não, mas como vi que andam questionando sua "moralidade", lá vai:
Depois do roça,roça e da encoxadinha, qual a trava que não faz vibrar o muro?
Vão experimentar seus despeitados,pra ver como é bom!
Anna

Izabel Xarru disse...

Que delícia!

José Luis disse...

engraçado como a gente sempre tem vontade de fazer algo diferente , viver novas situações e fantasiar as situações costumeiras...tipo tô de saco cheio ...mas vou bater uma punheta requintada.....vamos usar a imaginação.......

muito legal esse texto Grazzi

Anônimo disse...

Seus textos são surpreendentes grazzi!! Cada um com uma faceta nova mas com sua marca inconfudivel
parabens!!

ps
incrivel é ler alguns "comentaristas" q aparecem por aqui tb muito sem noçao

bjos
Lan

noite disse...

simPLES/mente PROfunDA/mente-
um goZO
MEfezSORRIR,
bela/mente...
Bj
noi/TE

jorgeanabraga.zip.net disse...

hehe

L. Rafael Nolli disse...

Olá, Grazzi! O que me atrai, pra valer mesmo, é essa análise. Tô cansado de texto careta, papai-mamãe, em que todos são felizes e se amam da forma que manda a cartilha, os bons costumes a igraja católica apostólica romana. Está aí a saga pós-moderna. Muito bom o conto, que passa pelo sarcasmo, pela ironia, sempre centrado na poesia e num homem que de fato existe. Abraços!

André disse...

Verossímil, original e despojado!

Parabéns, Grazzi!
bjs

makely disse...

De passagem,

Edu disse...

Comentar o incomentado e complicado como falaram muito ja foi dito entao fica aqui o meu obrigado por lhe ler!

Nine disse...

Adorei!!

É como ver o mito de que homens e mulheres enxergam o sexo de maneira diferente.
Nós também sabemos dizer não e gozar algumas vezes quando o telefone toca e somos procuradas.. :)
Parece derrubar por terra que somos eternas princesas encabuladas que moram sozinhas na torre de marfim esperando o príncipe encantado....
Viu?
É isso que digo.
Vc faz o leitor viajar e se inspirar, isso é fantástico...

Parabéns.
Beijocas.

O (EX) HOMEM SEM MEDO disse...

Grazzi vi seu texto no B.A.F.O. e amei. gostaria de contribuir... escrevo tb.

Esporadicamente agora. Se me permite o trocadilho com o texto-titulo desse comentario.

Mas amei e gostaria de te conhecer, digo isso de modo, eletronico. email aceitavel...comentario no meu blog mais ainda.

"Nil sapientiae odiosius acumine nimio"
Sêneca.

Traduzo depois de sua resposta.
Se ela vier... Abraço deleitado.

O (EX) HOMEM SEM MEDO disse...

Sejamos optimistas.
"Se ela vier" NÂO.
QUANDO ela gozar a vinda.


Abraço.
Nikko.